POSTAGENS RECENTES

sábado, 26 de fevereiro de 2011

27 FEVEREIRO - DIA NACIONAL DO LIVRO DIDÁTICO



Photobucket
Dia 27 de fevereiro é o dia nacional do livro didático.

O programa do livro didático foi criado em 1938 no governo Vargas. Até esse período (décadas de 1920 e 1930) a produção de livros didáticos no Brasil era tímida. Muitos dos livros didáticos vinham de outros países e eram traduzidos sem levar em consideração a realidade nacional.
O objetivo do livro didático é levar o conhecimento sistematizado ao aluno, organizar pedagogicamente o trabalho discente e, em muitos casos, ajudar o professor a encaminhar as aulas pelo fato de ser o único material de acesso discente.
Photobucket

Muitas vezes, o livro didático é a única forma de acesso da criança à leitura e à cultura letrada. Suas principais funções são transmitir conhecimentos, desenvolver capacidades e competências, consolidar e avaliar o conteúdo estudado. Recurso didático fundamental, sua distribuição gratuita aos estudantes da rede pública é assegurada pelo Estado.

Em 1929, foi criado o Instituto Nacional do Livro, com o objetivo de legitimar o livro didático e auxiliar no aumento de sua produção. No entanto, essa política passou por muitas mudanças até resultar na criação do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), em 1985.
A partir daquele ano, o professor da escola pública passou a escolher o livro mais adequado aos seus alunos e ao projeto pedagógico da escola, a partir de uma pré-seleção do MEC. A reutilização do livro e a introdução de normas de qualidade foram outros importantes avanços.
Com o amadurecimento desse processo, a produção e a distribuição de livros didáticos tornaram-se contínuas e massivas a partir de 1997.

Photobucket


Hoje, o governo federal envia livros didáticos aos alunos do ensino fundamental e tem aumentado a oferta de obras de literatura, dicionários e até mesmo de livros em braile (para os deficientes visuais) e em libras (para os deficientes auditivos).
Também tem sido crescente, nos últimos anos, a distribuição de obras didáticas aos alunos do ensino médio e aos programas de alfabetização de jovens e adultos.


Fonte: Ministério da Educação


Programa Nacional do Livro Didático - Cuidado com os livros


Vídeo sobre distribuição dos livros didáticos.
Cuidar do livro didático é compartilhar conhecimento.



Para acessar o site dos vídeos, clique AQUI



No Dia Nacional do Livro Didático
Quem comemora é o aluno,
pois


Quem lê…
… Sabe mais
…pensa melhor
…compara ideias
…prepara-se melhor
…tem o que falar
…tem o que responder
…fundamenta suas opiniões
…aumenta sua compreensão
…melhora o vocabulário
…tem mais chances
…absorve experiências
…sabe o que está acontecendo.



Photobucket


Num país de tantos contrastes como o nosso, muitas vezes o livro didático é o único livro que um aluno tem na vida. Além disso, em cada região do país ele tem usos e leituras extremamente diferenciados. Nessa discussão, há os que encontram na adoção ou na "não adoção" do livro didático a única explicação para o sucesso ou para o fracasso do processo de aprendizagem. Para esses, o livro didático passa a assumir o papel de herói ou o de vilão. Entretanto, um processo tão complexo como o das condições ideais do ensino e da aprendizagem envolve, sobretudo, questões políticas, econômicas e socioculturais de âmbito nacional. O livro didático, enfim, nem herói nem vilão, às vezes é o único material disponível para o professor e para o aluno; outras vezes, é um entre tantos outros materiais disponíveis, na escola ou fora dela, para que o aluno tenha acesso a informações e construa o seu conhecimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails