POSTAGENS RECENTES

domingo, 20 de fevereiro de 2011

21 FEVEREIRO - DIA INTERNACIONAL DA LÍNGUA MATERNA





 photo selo_dia21fev_internac_lingua_materna-1.gif


Celebra-se a 21 de Fevereiro o Dia Internacional da Língua Materna.

Proclamado pela Conferência Geral da UNESCO em Novembro de 1999, desde Fevereiro de 2000 que se comemora este Dia Internacional, com o objetivo de promover a diversidade linguística e cultural e o plurilinguismo.

Photobucket

Este ano, a UNESCO organiza na sua sede em Paris uma conferência internacional, tendo por tema as línguas e o ciberespaço.
Destaque para o enorme potencial das novas tecnologias de comunicação e informática, para a salvaguarda, a documentação e a promoção do uso das línguas maternas.


Clique e leia a Mensagem da Diretora-Geral da UNESCO, por ocasião do Dia Internacional da Língua Materna

Photobucket



Languages Matter!






Estimam-se em quase 6000 as línguas faladas no mundo, mas cerca de metade está à beira da extinção. Neste contexto, a UNESCO propõe que a Internet contribua para a recuperação das línguas ameaçadas. Assinale-se que o português não faz parte deste conjunto, dado que se crê ocupar a 6.ª posição na lista dos idiomas mais falados no mundo.


Falar é uma das faculdades mais importantes do ser humano, pois o diferencia dos animais irracionais.


A língua é um sistema gramatical pertencente a um grupo de indivíduos que permite expressar a consciência dessa coletividade; a linguagem é o sistema de sinais que serve de meio de comunicação entre as pessoas. A língua materna, portanto, expressa a cultura, a alma de um povo.


Língua Materna:

Como antigamente cabia, quase exclusivamente, às mães educar os filhos, chama-se por isso língua materna à primeira língua que as crianças aprendem desde o berço, que falam em casa e que dominam com facilidade a partir dos seis anos.


Línguas faladas nos Continentes

A Europa é um continente onde se falam muitas línguas. A União Europeia tem 23 línguas oficiais, número que tende a aumentar à medida que vão aderindo novos países.
Além disso, a Europa tem mais de 60 comunidades indígenas que falam línguas regionais e minoritárias, algumas das quais têm um estatuto oficial. São exemplo disso o lapão no norte da Europa, o sorábio a oriente, o sardo no sul e o basco a ocidente.

O processo de evolução linguística na Europa continua com muitas outras línguas trazidas pelas comunidades de imigrantes. Em cidades multiculturais como Londres, Paris, Bruxelas ou Berlim, falam-se hoje centenas de línguas.


Em África, das 1,4 mil línguas faladas, cerca de 550 estão em risco de extinção.

Leia sobre as línguas da Ásia, neste interessante site.


Leia as línguas da América

Leia as línguas da Oceânia



Photobucket


A língua portuguesa espalhou-se pelo mundo todo como resultado das conquistas territoriais efetuadas pelos navegadores portugueses. Nos séculos XV e XVI, Portugal possuía colônias na África, em ilhas da China e na América do Sul, ou seja, em terras brasileiras. Com a expansão marítima de Portugal, único país de língua portuguesa da Europa, o português tornou-se a língua oficial de suas novas possessões e passou a ser ensinado nas escolas e falado nos lares, sobretudo no Brasil. Nas outras colônias as populações continuaram utilizando dialetos bem diferentes.



Photobucket


O português ocupa a 6ª posição entre as dez línguas mais faladas do mundo; calcula-se que seja falado por cerca de 230 milhões de pessoas.


Photobucket



É fato comprovado que uma língua se nutre de outras, pois as palavras que atravessam fronteiras provêm, em geral, de uma cultura dominante. A riqueza do português falado no Brasil se deve ao fato de ter incorporado vários termos estrangeiros e de ter recebido a influência de outros idiomas. O Nordeste sofreu a invasão dos holandeses e dos franceses e incorporou expressões desses povos. As regiões Sul e Sudeste acolheram imigrantes italianos e alemães, e isso se reflete no modo sulista de falar. Há ainda a influência de línguas indígenas e africanas.

Um idioma desaparece quando a sociedade que o fala se extingue. Foi o que aconteceu com o idioma de certas tribos indígenas brasileiras. O latim é um caso diferente. Atualmente, nenhuma sociedade se expressa em latim, que, apesar disso, continua sendo usado, de certa maneira, pelos povos que falam as chamadas "línguas latinas ou românicas": português, espanhol, francês, italiano, romeno etc. As línguas estão em constantes transformações que espelham a evolução da história, haja vista o português do século XII, que era diferente do atual; o do futuro também será diferente.


Photobucket



Leia o interessante Artigo "Países lusófonos buscam formas de internacionalizar a língua portuguesa".

Alguns países têm se esforçado para manter o purismo de seu idioma. A França tem resistido aos estrangeirismos e conseguiu substituir com sucesso alguns termos técnicos na área de informática. O Brasil - único país de língua portuguesa no continente americano -, para proteger sua língua da influência estrangeira, teria de se unificar com os outros países de idioma português. Isso é quase impossível, pois, mesmo dentro do território brasileiro, não só a língua falada como também a escrita são diferenciadas pelos regionalismos.

Segundo o guia interativo de línguas em risco de extinção, lançado pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, UNESCO, dos 6 mil idiomas existentes no mundo 200 já foram extintos nas últimas três gerações... Índia, EUA, Brasil, Indonésia e México são os países com maior diversidade linguística e com mais idiomas em risco de extinção.

A pressão exercida pelas línguas dominantes e a repressão política são as principais responsáveis pelo extermínio de várias línguas no mundo. Isto causa sérios danos à riqueza linguística mundial. O desaparecimento de uma língua acarreta a perda definitiva de uma parte insubstituível do conhecimento humano. Quando uma língua morre, leva consigo a cultura do povo que praticava o idioma.

Os idiomas francês, inglês, espanhol, russo e chinês sufocaram as línguas minoritárias nos seus países. A principal causa deve-se à globalização, que indiretamente padroniza o idioma de cada nação.





Há um discurso que no Brasil fala-se somente a língua materna o português brasileiro, ledo engano pensar assim, pois há uma diversidade de idiomas. Infelizmente, nós brasileiros, desconhecemos esta realidade. Mas não estamos falando de empréstimos linguísticos, ou de influência de outros idiomas. Estamos falando na verdade, das aproximadamente 180 línguas indígenas. Quando falamos de línguas indígenas, a primeira coisa que se pensa é que todos os povos falam Tupi. Isto não está correto. O Tupi é um tronco linguístico e não uma língua. Esta confusão acontece porque muitas palavras do vocabulário brasileiro têm origem nas línguas da família Tupi-Guarani.

Leia mais sobre esse assunto: Línguas no Brasil - Troncos e Famílias



Photobucket



Língua Portuguesa


Última flor do Lácio, inculta e bela,
És, a um tempo, esplendor e sepultura:
Ouro nativo, que na ganga impura
A bruta mina entre os cascalhos vela...

Amo-te assim, desconhecida e obscura.
Tuba de alto clangor, lira singela,
Que tens o trom e o silvo da procela,
E o arrolo da saudade e da ternura!

Amo o teu viço agreste e o teu aroma
De virgens selvas e de oceano largo!
Amo-te, ó rude e doloroso idioma,

em que da voz materna ouvi: "meu filho!",
E em que Camões chorou, no exílio amargo,
O gênio sem ventura e o amor sem brilho!


© Olavo Bilac



Leia mais sobre o autor AQUI


4 comentários:

  1. Eterna Apaixonada
    Estive ausente por uns dias, em viagem a trabalho, mas vim atualizar agora. Poxa! A cada postagem me encanto mais e mais! Excelente trabalho de pesquisa e dedicação! Tem sempre muito gosto no que nos apresenta e com elegância! Parabéns! Não me cansarei de repetir... Me desculpe, tá? Mas é algo que tenho de comentar, por ser verdadeiro.
    Espero que me entenda e não se zangue por meu espontâneo modo de dizer, que gosto de tudo que faz.
    Um domingo feliz, minha amiga. Boa semana.
    Beijão
    Danilo

    ResponderExcluir
  2. Só posso lhe agradecer as visitas e incentivos!
    Sei que pessoas passam aqui, algumas levam o que interessam e nem um "oi" deixam...
    Então, seja sempre bem-vindo, Danilo! Pena não ter blog para lhe visitar. Espero que leia meu agradecimento sincero.
    Tenha uma ótima semana!
    Beijos

    PS: Mesmo sem comentários, isso nao importa... Tenho passado bons momentos em pesquisa, estudando e isso tem me acrescentado conhecimento ou ampliado o que já sabia... Isso vale ouro!

    ResponderExcluir
  3. Helô a cada dia me surpreendo mais com você. A cada dia vejo diante de mim uma pessoa singela, meiga e ao mesmo tempo grandiosa, e perfeita em tudo que expressa tanto na escrita quanto no mais profundo dos seus sentimentos.É sempre muito bom acompanhar todo esse maravilhoso trabalho que nos acrescenta cultura e conhecimento. Lindo trabalho sobre o dia Internacional da Língua Materna. Beijos amiga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha querida amiga Elaine, que bom te encontrar aqui também!
      Comovida, agradeço de coração seu comentário carinhoso, mesmo que não mereça tantos elogios... Sei que é sincero, no entanto.
      Este blog se tornou para mim em um prazer crescente! Sou eu quem mais se beneficia dele, pode ter certeza! E se consigo passar isso a quem o visita, então, meu objetivo se torna completo!
      Algumas datas eu as atualizo conforme minha disponibilidade, outras estão disponíveis nos arquivos do blog, desde 2009. E como você sempre diz: "vamo que vamo!" ;)
      Beijos

      Excluir

Related Posts with Thumbnails