POSTAGENS RECENTES

quarta-feira, 23 de junho de 2010

24 JUNHO - VIVA SÃO JOÃO!





Pós edição:

Minha solidariedade e oração a todos que estão passando por problemas graves, pelas chuvas, que têm causado enchentes, destruindo e matando, principalmente no Nordeste...

O São João tão comemorado nessa região, chora em todos os corações...

Que Deus os ajude e quem puder ajudar, de alguma forma, tem links no G1 PORTAL DA REDE GLOBO.

Leia as reportagens e a

CAMPANHA COPA SOLIDÁRIA RECOLHE DOAÇÕES PARA VÍTIMAS DA CHUVA NO NORDESTE.








Link aqui...








São João - Festejado em 24 de junho.


Filho de Zacarias e Isabel, diz a Bíblia que foi ele quem batizou Jesus Cristo com as águas do rio Jordão.




Daí vem o nome Batista, o "batizador".

É o mais famoso dos três santos do mês de junho, tanto que as festas juninas também são conhecidas como festas joaninas, em sua homenagem.


É usualmente representado pela figura de um menino com um cordeiro no colo, já que teria sido ele quem anunciou aos homens a chegada do cordeiro de Deus.

Fogueira: representada com a base redonda e em formato de pirâmide.




Link aqui...







QUADRAS DE SÃO JOÃO




Por Alípio Fernandes, junho de 2001


O vinte e quatro de Junho
É o dia de São João
Quando já nasce o abrunho
E se come até sem pão.


Isabel e Zacarias
P’ra serem pais de João
Rezaram todos os dias
Perseverante oração.


São João namorador,
Assim diz a voz do povo,
P’ras moças lhe ter amor,
Aceitou morrer de novo.


São João era bom Santo,
Mas era muito “velhaco”:
Com as moças pelo Campo,
Levou três e trouxe quatro.


As moças bem enfeitadas
Cada qual com seu balão,
Todas vão, enamoradas,
À festa de São João.


Meu querido São João,
És um Santo popular,
Traz teu arco e teu balão,
Vem com o povo dançar.


Alho porró e manjerico,
Em manhãs de orvalhadas,
Nasce o Sol e é bonito,
Vão-se as moças bem cansadas.


O “maciço” a estalar
Na cabeça dos carecas,
É costume popular,
A quem as tem descobertas.


Deixemos de profanar
O nome de São João,
Mais graças lhe vamos dar
Se fizermos oração.


Não te zangues São João,
Com a alegria do Povo.
Assim cresça a devoção
Nos jovens do mundo novo.


Foi com grande admiração
Que o povo um dia viu isto:
Lá nas águas do Jordão
São João batizou Cristo.


João pregou no deserto
E lá fazia orações.
Seu alimento mais certo:
Mel silvestre e saltões.


Uma pele de camelo,
Único fato que tinha,
Todos corriam a vê-lo,
Toda a gente a ele vinha:


Endireitai os caminhos,
O Messias está a chegar:
Corrigi os desatinos
P’ra Ele vos perdoar.


Será lembrado p’ra sempre
O que ele quis ensinar:
Que não era competente
Do calçado Lhe apertar.


E João foi a Herodes,
Ao Palácio criticar:
- Com essa mulher não podes
Pretendê-la p’ra casar.


Mas Herodes, irritado,
Mandara João prender:
Por não o ter “respeitado”
Na prisão irá morrer.


Herodíades ao Rei
Pediu-lhe que se vingasse.
Logo ele ditou a lei,
Mandando que o degolasse.







"AI QUE FRIO BÃO"...


Frio Bão é muito mió
Se eu tivé acumpanhada
Mai si eu estivé sozinha,
Morro dura e cungelada!


Num tem cobertô mió
Que os braço do meu amô
Intonce eu num sinto frio,
Chego até sinti calô...


Credo in cruiz, misericórdia,
Nha Zefa que tá sozinha
Ta roxa de sinti frio,
Tenho dó da coitadinha.


Fui inté na casa dela,
Pra levá um cobertô,
Entrei - tava a porta aberta,
Gelei cum o que vi... ó dô...


Vi a danada quentinha
Nos braço do Zé Tição
- Ele é meu home, sabia?
Mai que baita traição.


Nunca supuis tar desdita,
Virei fera nessa hora,
Pidi corage pros santo,
Pros anjo e Nossa Sinhora.


Eles me viru e gelaro,
Ele nu... e ela pelada!
Nem pisquei; joguei nos dois
Um barde dágua gelada!


Deixei os dois pavorados
Tremendu de frio e medo...
E eu depressa fui simbora,
Vô ti contá um segredo:


...Mar sabe ele, coitado...
Pensa que sabe de tudo...
Pois eu tambeim num sô santa
E ele tambeim é chifrudo.


Num me arrependo di nada,
Traição pur traição,
Tem otros braço mió
Que os braço do Zé Tição!


Autora: Mírian Warttusch






"SINHAZINHA VEM DA ROÇA"


Minha gente eu vim da roça,
Do mato, lá do fundão...
Deixei a minha paioça,
Deixei o meu coração,
A mode de festejá
Meu santo, meu São João!


Virge! Mas quanta festança
Tô vendo aqui no arraiá!
Tem fogueiras e tem dança
E nós pode se alegrá!


Tá ansim de moça bunita,
Com suas saias de chita,
Nas trança um laço de fita
Pro mode os moço pegá.


E os moços? Que buniteza!
Tantos moço bunitão,
Que inté sinto uma agonia,
Ai meu santo, São João,
Aqui no meu coração.


Ói só, tá tudo me oiando,
E com cada zoião
Que inté eu fico vexada
E ponho os óio no chão.


Vou-me embora, minha gente,
Vou-me embora pro sertão,
A sodade tá apertando,
E eu não güento mais não...


Mas antes vamo dançá
Inté a festa acabá!


Autora: Magdalena Léa

Livro: "A Criança Recita"




Link aqui...








5 comentários:

  1. Minha Mana, ando noutro planeta...
    Fugi...
    Fui de foguetão!
    Brincadeira...
    Este ano deixei passar o meu São João do Porto,
    cidade tão amada.
    Espero k ñ fique triste...
    Beijo.
    isa.

    ResponderExcluir
  2. Levei um recordação daqui,para deixar no Selos e mimos.Obrigada.
    Beijoca.
    isa.

    ResponderExcluir
  3. Minha Linda!

    Deixei-lhe minha quadra de S.João...triste pelas cheias que aí no Nordeste estão desmoronando vidas...Partilho sua tristeza e estou solidário...vou ver os links...Miminhos pra vc.
    Luigi

    ResponderExcluir
  4. Lindo, linda homenagem a S. João, Helô. E o que é mais importante, solidariedade às vítimas das enchentes no nordeste. Parabéns!! Um bom jogo amanhã, boa noite, beijos ;)

    ResponderExcluir
  5. Querida Isa

    Querido Luigi

    Querida Susiley

    Que São João seja uma boa data a comemorar sempre!
    Com muita dança, música, mangerico!!!

    Obrigada pela presença!

    Beijos com meu carinho!

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails